15 de jun de 2009

Mr. Z


Ziraldo é "irado".
Meu primeiro contato (que lembro) com o trabalho do Ziraldo foi quando tinha uns 11, 12 anos. Olhando numa banca de revistas, meio perdida no meio de tanta coisa igual, estava lá uma pérola rara: um Almanaque do Pererê. Grossão, impresso num papel meio marronzado, parecia um pedaço mágico de madeira amazonense. Sei lá como, mas minha mãe topou em me dar e a partir de então me tornei um fã. Na minha opinião ele está ao lado do Maurício de Souza no pódio dos maiores autores infantis do Brasil.
Pude assistir esses dias um documentário e conhecer uma ordem cronológica de sua vida e carreira e fico admirado com a longevidade do agitado homem. Na época que conheci, ele já tinha uma longa trajetória galgada: o Pererê fora um marco nos quadrinhos genuinamente nacionais que fez história nas décadas de 60/70; seus livros infantis são maravilhosos (Flicts é um clássico). E depois vieram muitos mais.
Sua intensa atividade criativa proporcionaram a longo de mais de 40 anos trabalhos que moram no coração de muitos brasileiros e estrangeiros também. Obras de qualidade, um traço que transita por muitos estilos diferentes, coisa que poucos conseguem fazer e se dar tão bem. Fica aí minha rendição a essse grande talento brasileiro.

Um comentário:

Turiassu disse...

Grande Ziraldo... para a Aninha demos a coleção do bebê maluquinho, que ela adora e olha quase todos os dias... realmente ele é um ótimo cartunista e possui um senso de humor muito refinado... abraços...