29 de mai de 2008

Projeto Lei 29/2007: também quero TV a Cabo!

Ao ir conferir o conteúdo de um site chamado Liberdade na TV, me deparei com um site tendencioso de uma tal de ABTA, que visa ir contra o interesse de um projeto de Lei que pretende levar o sinal de TV a cabo para mais pessoas, usando as empresas de telefonia como transmissoras e também a fomentação da produção de conteúdo nacional, pela imposição de cotas. Leis desse tipo, que envolvem questões de infra-estrutura, tecnologia e democratização de informação precisam ser muito bem esmiuçados e é o que está acontecendo.
Mas a polêmica está sendo gerada pois vai contra os interesses das atuais empresas de TV a cabo: quebrando monopólios e contraditoriamente porque os donos da situação se sentem indignadas com a imposição de cotas de exibição de produções nacionais: se dizem a favor do crescimento da produção audiovisual brasileira, não fazem nada pra isso e se sentem indignados de tirar programas porcaria estrangeiros pra dar espaço a produtores de conteúdo daqui. E olha que as tais cotas não são tão altas assim (10% de produto nacional nos canais estrangeiros e 50% de canais nacionais). E as TVs poderão continuar colocando conteúdo estrangeiro de qualidade à vontade. Alegam que você perderia o poder de escolha. Como, se aumentam as opções? É interessante notar que leis como essa fazem os EUA faturar tanto com cinema.
Mais competitividade será ótimo pro público, que terá mais oferta por melhores preços - uma saída da TV aberta ou da TV a gato - mas com certeza essa lei iria beneficiar principalmente nossa produção cultural, abrindo espaços para produtores independentes de pequenos e médio porte, num processo mais democrático semelhante ao que ocorre com a internet.
Tomara que aprovem.

Aqui uma entrevista do deputado que lançou o projeto:

http://www.mundorecordnews.com.br/play/8f5727d0-168c-4c94-9cc5-798b57ae990b - parte 1

http://www.mundorecordnews.com.br/play/01f68c4e-3707-41be-b7e0-a725a9d565fe - parte 2

2 comentários:

nieder disse...

A TV a cabo é composta por mais 50 canais iguais de programação igual a da TV aberta...

Abraços

Nieder

Marcos Malacarne disse...

Buenas, só me interessa o Cartoon e o National Geographic.
Abraço.