5 de out de 2007

Os dinossauros estão entre nós


Visto que a produção do meu novo CD “Artimanhas” já está em andamento – embora ainda incipiente – já me sinto à vontade para falar de um tema que será explorado, no melhor sentido da palavra, numa das canções da obra fonográfica: a existência de seres do período jurássico coabitando disfarçadamente entre nós.
Podem me chamar de louco, insano, mas é verdade. Sei que essa tese não poderá enfrentar testes de DNA, dada a óbvia premissa que nenhum “dino” disfarçado se submeteria por livre e espontânea vontade a uma prova desmascaratória. E é óbvio que depois de anos, décadas de animação imagética onde eles sempre aparecem como malvados e feiosos comedores de gente (que viaja no tempo para servir aos olhares sádicos dos seus congêneres humanos), nenhum “dino” se arriscará a carregar tão negativo background. Mas que eles existem, existem! É claro que eles não se parecem mais com aquelas bestas enormes com imensas caudas e bracinhos pequenos (os tiranossauros) e bocarras cheias de dentes para devorar qualquer coisa que se mexa. Eles evoluíram, e muito. Em algum momento da história houve algum cruzamento genético-psicosocial em que seres humanóides herdaram características dessas bestas selvagens. O resultado tá aí... Basta prestar atenção... Você já não viveu com a sensação de estranhamento, depois de ver determinadas barbaridades expostas ou de ouvir determinados absurdos disparados por senhores que se pretendem respeitáveis, e então pensar: “mas que animal!!!” Pois é, dinos são animais. Ou de ficar com a sensação de que você está lendo narrativas de fatos e atitudes que não parecem pertencer ao mundo dos humanos, ao nosso mundo? Pois é... E não pertencem mesmo. São eles. Disfarçados de humanos. Não poderemos jamais explicar como adquiriram forma humana. Mas são eles. Na maneira de pensar. Não pensam como nós. Pensam como dinossauros. Claro que num nível de exigência maior. Em vez da busca desenfreada por carne, a busca desenfreada por dinheiro, poder, prazer. Moral, ética, compaixão, respeito não significam nada para eles. E eles estão soltos por aí. Cuidado. Se nada for feito, eles conquistarão o mundo. De novo.
Aguarde: “Os dinossauros estão entre nós” em CD. Imperdível!!!

Creative Commons License



Os dinossauros estão entre nós by
Leandro Daros is licensed under a
Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 2.5 Brasil License.

4 comentários:

Mauro Castro disse...

Tá legal o blog. Tinha perdido o endereço. Procurei pra passar pra um amigo ai de Caxias e não achei.
Há braços!!

Anônimo disse...

To curiosa para ver este CD !!
abraço Maga

Anônimo disse...

... estes dinossauros estão cada vez mais "perversos" .risos

abraço

Ana

nieder disse...

Os dinossauros nunca existiram...
Na verdade eles foram inventados pelos paleontólogos para que conseguissem verbas para trabalharem nos desertos a fim de disfarçar a total falta de vontade em fazer algo de útil para a sociedade capitalista...
Abraços

Nieder